quarta-feira, 30 de outubro de 2013

NAS HORAS DE FOLGA...



um pouco de artesanato.
Posted by Picasa

terça-feira, 29 de outubro de 2013

COMISSÃO ORGANIZADORA DO 32º ENCONTRO DA AGRONOMIA 1981



Da esquerda para a direita: Ronaldo Goethems, Luiz Giffoni, José Dagoberto, Cláudio Marques e Edison Pimentel
Posted by Picasa

EWERTON FERRAZ: ANTES E DEPOIS

 
Posted by Picasa

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

MEMORIAL PROFA. DRA. GLORIA MARIA ESCALANTE MACHADO

 
Posted by Picasa

"Memorial Professora Dra. Glória Maria Escalante Machado

A professora Glória Maria Escalante Machado nasceu em Bagé no Rio Grande do Sul
onde formou-se em Engenharia Agronômica e cursou Mestrado em Melhoramento de Plantas.
Ingresso na Universidade Federal do Amazonas por meio de concurso público em
1983. Foi professora do Curso de Agronomia e Engenharia Florestas, onde lecionou as
disciplinas de Melhoramento de Plantas, Melhoramento Florestal, Cultura de Leguminosas e
Cereias, entre outras.
Sempre atuante, contribuiu com a formação de muitos alunos orientando grande
número de monografias. Foi membro do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e
Agronomia (CREA-AM), onde prestou relevantes serviços. Fez parte da equipe do Projeto de
Produção de
Alimentos da Faculdade de Ciências Agrárias, Coordernadora do Projeto de Coari na
área de Agricultura, Chefe do Departamento de Ciências Agrárias ( que depois veio a se tornar
a Faculdade de Ciências Agrárias/FCA), foi chefe do Departamento de Produção Animal e
Vegetal por vários mandatos, Coordenadora do Curso de Agronomia, foi Pró-Reitora de
Extensão, no Departamento de Interiorização. Fez parte da Comissão de negociação entre a
SUFRAMA e UFAM, no processo de devolução da Fazenda Experimental, da qual foi sua
primeira diretora.
Concluiu o curso de Doutorado em Melhoramento de Plantas na Universidade Federal
de Viçosa, Minas Gerais. Após entregar sua tese de Doutorado e marcar a data da defesa, foi
surpreendida por um câncer em fase terminal, vindo a falecer num curto período de tempo em
janeiro de 2000. Em reconhecimento, recebeu o título de Doutora em Melhoramento de
Plantas “in memoriam”.
Todos aqueles que tiveram oportunidade de conviver com a professora Glória são
testemunhas de que esta foi de extrema dedicação às causas da Universidade Federal do
Amazonas e que a mesma nunca mediu esforços para ajudar aqueles que necessitavam de seu
apoio. Dar seu nome a um dos prédios da Faculdade de Ciências Agrárias é um justo
reconhecimento a quem tanto se dedicou à UFAM. Querida Professora Doutora Glória Maria Escalante Machado, nós da Faculdade de
Ciência Agrárias, agradecemos por toda sua dedicação ao Curso de Agronomia, à Faculdade de
Ciências Agrárias e ao Estado do Amazonas.
O nosso eterno carinho!"

Fonte: www.ufam.edu.br

Obs.: A Profa. Dra. Glória Maria Escalante Machado foi professora de Fitotecnia da turma da Agronomia-1981, em Bagé, RS.

HOMENAGEM À PROFA. DRA. GLORIA MARIA ESCALANTE MACHADO

Sonho realizado – Homenagens e emoção marcam inauguração de novos blocos da FCA

Professores, estudantes e técnicos em educação da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) pararam suas atividades na tarde desta quinta-feira (13) para testemunhar a entrega oficial de um sonho que se tornou realidade, a inauguração das novas instalações dos Blocos e do auditório da FCA.  A emoção marcou a cerimônia não só pela tão aguardada conquista, mas também pela lembrança dos professores e estudante homenageados.
Como primeiro ato da cerimônia de inauguração foi feito o plantio de mudas em homenagem aos professores da FCA, Glória Maria Escalante Machado, a qual recebeu a muda de cupuaçu, e Valmir Souza de Oliveira, homenageado com a muda de pau-brasil e à estudante do curso de Ciências Florestais, Jaranda Oliveira Chagas, que ganhou a muda da seringueira. Ao lado de cada planta há uma placa alusiva aos homenageados.
A seguir, houve o descerramento da placa do Bloco 2 da FCA denominado Professora Glória Maria Escalante Machado. O ato simbólico foi realizado pela reitora da UFAM, professora Márcia Perales, e pela professora do Departamento de Produção Animal e Vegetal da FCA, Luciana de Souza Aguiar e Souza. Prosseguindo, para efetuar o mesmo procedimento agora referente ao primeiro Bloco da FCA que recebe o nome de Professor Valmir Souza de Oliveira, foram convidados o vice-reitor da UFAM, professor Hedinaldo Lima, e a professora da FCA, Rosana Barbosa de Castro Lopes. A secretária da FCA, Celina de Fátima Monte Botelho, e o presidente do centro acadêmico de Agronomia, Marcelo Silva, realizaram o descerramento da placa de inauguração do auditório Samaúma no Bloco 1 da FCA.

Para a reitora da UFAM, professora Márcia Perales, a realização do sonho dos estudantes, professores e técnicos em educação da FCA só foi possível graças ao trabalho em equipe desempenhado por todos aqueles que de alguma forma lutaram para que esse momento pudesse chegar. “Nós estamos na condição de gestores da Universidade, professor Hedinaldo e eu, mas nada foi feito de maneira individual, de forma isolada. Não existe estrela no processo. Existe um esforço coletivo muito grande para fazer com que as condições de trabalho, de estudo, de pesquisa sejam cada vez melhores. É isso que torna possível a inauguração de obras como essa e outras que irão ocorrer ao longo do mês, o trabalho conjunto”, enfatizou a reitora.
Para o vice-reitor, professor Hedinaldo Lima, a estrutura da FCA vem atender aos anseios dos integrantes da Faculdade. “Essa era uma demanda muito antiga da FCA. E agora nós estamos em melhores condições de trabalho, para a oferta das disciplinas e para a realização de pesquisas. É uma grande satisfação para nós podermos viver esse momento e poder entregar esse espaço para a comunidade da FCA,” afirmou o vice-reitor.
Para o diretor da FCA, professor Neliton Marques, a nova estrutura predial da Faculdade traz em si dois significados, a celebração de um objetivo alcançado e o desafio de trabalhar muito mais para atingir a excelência nos serviços oferecidos pela FCA. “Foram mais de trinta anos de luta. Essa é uma conquista da comunidade da FCA, professores, alunos e funcionários nos seus seis cursos. Para nós é uma satisfação imensa porque temos agora instalações adequadas para que possamos desenvolver as atividades de ensino, pesquisa e extensão. É desafiador também porque aumenta a nossa responsabilidade na medida em que a comunidade universitária e a sociedade como um todo exigem de nós respostas mais qualificadas e nós temos de estar preparados para isso”, destacou o diretor que acompanhou a trajetória da FCA.
José Ferreira da Silva, professor do curso de Agronomia, foi colega de trabalho da professora Glória Maria Escalante Machado e o responsável pela leitura do memorial da referida professora. Emocionado, o professor destacou o compromisso e o amor que a professora Glória demonstrava pelo trabalho que desenvolvia. “A homenagem é mais do que justa. Ela trabalhou muito pela Universidade. Tinha dedicação exclusiva à Faculdade de Ciências Agrárias. Foi uma pessoa que vivia aqui. A UFAM era a segunda casa dela. Isto porque ela fazia aquilo que gostava. Tinha muito prazer no trabalho que realizava,” salientou o professor José Ferreira. Sobre os novos blocos da FCA, o professor é categórico. “Eu gostaria de estar entrando hoje na Universidade”, disse o membro da FCA que testemunhou o tempo em que a Faculdade tinha suas atividades limitadas por falta de espaço conveniente. “Era uma falta muito grande de área para laboratórios e salas de aula. Agora, com os blocos novos, todos os problemas de estruturais foram resolvidos”, comemorou o professor.

Rodrigo Amorim de Oliveira, filho do professor Valmir Oliveira, participou da cerimônia e expressou a satisfação que sentia com as homenagens dirigidas a seu pai. “Para mim é gratificante representar o meu pai numa cerimônia como essa porque é bom ver que mesmo depois de quatro anos do falecimento dele ainda estão lembrando-se dele e dando continuidade ao trabalho que ele fazia”, confessou Robrigo.
O engenheiro Florestal Leonilson Magalhães Cavalcante foi amigo da estudante Jaranda Chagas e, na cerimônia da FCA, foi quem plantou a muda que a homenageia. Segundo Leonilson, a homenagem é uma maneira de manter viva a memória da estudante. “É importante ela ser lembrada pela FCA, pois ela foi uma representante dos alunos no centro acadêmico e travou muitas lutas em favor do nosso curso, não somente na hora de demonstrar o que estava faltando, mas também buscando soluções para melhoria, juntamente com os professores e demais alunos. Foi uma pessoa que sempre esteve à disposição dos colegas. E esse fato de ter uma muda em memória dela é um marco que fica como exemplo para os demais universitários”, declarou.
O acadêmico do 5º período do curso de Agronomia da FCA, Patrick Alves, demonstra seu entusiasmo diante das perspectivas de crescimento dos cursos da Faculdade advindas das novas possibilidades de trabalho e estudo nas novas instalações da FCA. “É uma conquista muito importante para a nossa Faculdade. Ela vem para nos dar maior estímulo e vontade de estudar e produzir cada vez mais. Espero que todos os cursos da FCA melhorem com esses novos blocos,” disse o estudante. 
Fonte: www.ufam.edu.br

terça-feira, 15 de outubro de 2013

sábado, 12 de outubro de 2013

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

ADAIR PONTALTI: ANTES E DEPOIS

 
 
Posted by Picasa

32 anos se passaram! Na primeira foto, Adair Pontalti como nós o conhecemos na turma da Agronomia 1981; na segunda foto, já no século XXI.

PROF. EDISON ADEMIR PIMENTEL



Conhecido na Agronomia-81 como Lambidinho. Por que? É muito simples, ele foi o mais inteligente de todos na hora do trote dos calouros. A turma mais velha fez caminho de rato nos cabelos de todos. A grande maioria chegou em casa e raspou a cabeça para ir a aula no dia seguinte. O Ademir foi ao barbeiro, aparou o cabelo na altura 2 ou 3 e, para evitar o espetamento característico, passou gel e ficou, digamos assim "lambido". Daí o apelido. Até hoje não me perdôo de não ter feito o mesmo. Levei meses para ter o cabelo no ponto ideal.
Posted by Picasa

terça-feira, 8 de outubro de 2013

32 ANOS DE FORMATURA





Comissão de organização da comemoração dos 32 de formatura da turma de Agronomia-81 da FAT-FUnBa (hoje, URCAMP)
Da esquerda para a direita: José Dagoberto,Ronaldo Goettems, Antonio Madeira, Diana, Cláudio Marques e José Heitor Silveira 
Posted by Picasa